SUS - Aviso de consulta pelo celular
UNILUS - Centro Universitário Lusíada
Compartilhar: YouTube Facebook Twitter     Home | Mapa do Site | Identidade Visual | Ouvidoria | Trabalhe Conosco | Fale Conosco
Área Restrita: Aluno  Professor  |Usuário: |Senha:  
UNILUS    CURSOS    CAMPI    ALUNOS    NOTÍCIAS    PROCESSO SELETIVO
SUS - Aviso de consulta pelo celular
Você está em: Home >Notícias >SUS - Aviso de consulta pelo celular  

Pacientes do SUS podem ser avisados de consultas em policlínicas pelo celular



19/07/2018 - UNILUS

É o que permite uma nova versão do e-SUS Atenção Básica, programa do Ministério da Saúde

Pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) vão passar a receber notificações de consultas agendadas em unidades básicas pelo celular. A novidade, divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (18/07/18), será possível graças a uma atualização do sistema e-SUS Atenção Básica, já disponível aos municípios. Não há previsão de quando usuários da região serão beneficiados.

De acordo com informações da pasta, desde 2013, os dados dos pacientes da rede pública são coletados de forma individualizada, podendo ser identificados com o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do cidadão por meio do e-SUS AB. Porém, para que as notificações de consultas agendadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) possam ser emitidas aos usuários, será necessário atualizar a versão do sistema, cuja responsabilidade cabe a cada município.

A nova versão do sistema, ainda conforme o ministério, também permite registrar as vacinas aplicadas no prontuário eletrônico, permitindo armazenar todas as ações de saúde do usuário em um mesmo local. Desta forma, de acordo com a pasta, o histórico do paciente poderá ser acessado em todos os serviços do SUS que estejam informatizados.

A orientação do governo federal é que municípios que utilizam o Prontuário Eletrônico do Cidadão ou a coleta de dados simplificada usem a versão mais recente do sistema, garantindo a qualidade na transmissão de dados coletados.

Atualização do sistema

Na Baixada Santista, os nove municípios foram procurados para comentar quando o novo sistema passará a ser utilizado na rede pública. Dois deles, Cubatão e Itanhaém, não responderam aos questionamentos.

Santos informou que já atualiza mensalmente o sistema e-SUS com dados da produtividade das unidades, mas entrará em contato com o Ministério da Saúde para informações sobre a integração do sistema utilizado no Município com o disponibilizado pelo governo federal.

Ainda conforme a Secretaria de Saúde, até o final do ano, os pacientes também receberão mensagens (SMS) nos celulares informando as datas das consultas na Atenção Básica e outros serviços. Em paralelo, a Administração Municipal informa que também tem a proposta de desenvolver um aplicativo próprio para o usuários. Na Cidade, há atualmente 750 mil cadastros ativos de pessoas atendidas nas policlínicas, ambulatórios, prontos socorros e UPAs.

Já São Vicente informa que o programa e-SUS recebeu atualização no último dia 12 de julho e está em período de testes antes de entrar em uso. O prazo para sua instalação total, incluindo migrações de bancos anteriores deverá ser em, no máximo, mais dois meses. O Município tem atualmente 50.747 pacientes cadastrados na ferramenta.

Já Guarujá, que conta hoje com 71.505 pacientes cadastrados no e-SUS, informou que ainda precisa analisar a nova versão do programa, para verificar suas funcionalidades. Para que os pacientes possam vir a receber notificações das consultas agendadas nas UBS, será necessária a utilização do Prontuário Eletrônico, sistema ainda não adotado no Município.

Mongaguá informou que está realizando os procedimentos para informatizar toda a rede. Porém, antes, está trabalhando no reforço da segurança das unidades, para que possam comportar equipamentos de informática com resguardo e preservação. Somente após este período, conseguirá implementar o serviço disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

Peruíbe também já cadastra pacientes no sistema do SUS, porém, para dar início às notificações por celular, ainda necessita da interligação de todas as unidades básicas de saúde com a Central, processo que ainda está em curso.

Já Bertioga afirma ter aderido ao programa e diz ter informatizado todas as unidades, adotando o prontuário eletrônico, que será a base de dados do sistema. O Município também criou o Cartão Cidadão que será o veículo de confirmação do morador da Cidade, que através de aplicativos poderá ter acesso às informações da área de Saúde e receber informações sobre consultas e exames, por exemplo.

Praia Grande disse que já conta com um programa totalmente compatível com o do Ministério da Saúde, o Consultório Informatizado. Ele já está em funcionamento em unidades do setor de Especialidades Médicas, como o Centro Especializado em Reabilitação (CER).

Ainda conforme o Município, está prevista para setembro a entrega de um aplicativo aos munícipes, com as mesmas funcionalidades da ferramenta desenvolvida pelo Ministério da Saúde. No sistema, será possível acompanhar as consultas e exames agendados na rede pública. A Cidade conta atualmente com 300 mil pacientes cadastrados.





Fonte:. A TRIBUNA




Voltar




UNILUS - Centro Universitário Lusíada

UNILUS
> Palavra do Reitor
> Campi
> Notícias
> Fale Conosco

CURSOS
> Processo Seletivo
> Graduação
> Pós-graduação
> Extensão

ALUNOS
> Calendário Acadêmico
> Bibliotecas
> Iniciação Científica
> Reemissão de boleto
UNILUS - Centro Universitário Lusíada Colégio UNILUS Fundação Lusíada

© 2012 - 2018 UNILUS - Centro Universitário Lusíada. Todos os direitos reservados